fbpx

Fidelização de clientes como estratégia para uma medicina verticalizada

A medicina está tomando rumos e estruturando-se cada vez mais para um posicionamento
vertical, ou seja, grandes seguradoras de saúde oferecendo serviços cada vez mais completos,
desde Unidades de Atendimento Básico até hospitais, sem falar nas unidades tecnológicas
para diagnósticos diversos. Embora esta estrutura de negócio para a saúde seja um mercado
bilionário, ela não está isenta de concorrentes, necessidade de lucros, riscos e qualidade e são,
justamente, dois destes pontos que os clientes buscam: qualidade e preço.
Nesta íntima relação entre empresa e cliente, a necessidade de estratégias para fidelizá-los
não pode ser ignorada pelos administradores. Numa concorrência onde qualidade e preço
determinam a satisfação do cliente, ações nesse sentido tornam-se fundamentais. Na prática,
uma operadora investe em estrutura, torna-se modelo para concorrentes e, muitas vezes,
acaba perdendo seus clientes. Cliente uma vez conquistado, não pode ser perdido, deve ser
fidelizado.

Mesmo que uma operadora de saúde tenha um amplo departamento de marketing de competência, ótimos designer, sites dinâmicos, blogs que seguem à risca as tendências de mercado, nem sempre tem ações voltadas para um marketing estratégico em fidelização de clientes.
Dados mostram que não se trata de possuir o melhor, o mais tecnológico e moderno sistema de saúde. Ações como respeito, fornecimento de informações, gratidão ao cliente, um excelente canal de comunicação, agilidade em processos e principalmente, uma qualidade
competitiva, podem garantir a fidelização do cliente.
Empresas de marketing modernas, atuais, dinâmicas e especializadas em serviços para saúde são novidades no mercado. Buscando tornar um cliente fiel e satisfeito, estão investindo em profissionais qualificados na área da saúde, como forma de agregar valor, visão multiprofissional e resultados satisfatórios no marketing estratégico.
O marketing estratégico e especializado constitui o diferencial para uma operadora de saúde conquistar cada vez mais clientes e torná-los parceiros por longos períodos permitindo assim um sistema vertical em saúde estável, lucrativo, de qualidade e com promessas de sucesso sustentável.

Bruno Faulin Gamba, Geneticista, PhD
Consultor de projetos da Eleven Up – Life Science and Healthcare Marketing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish